Dez dicas para se apresentar bem em reuniões on-line, vídeos e lives

Distanciamento social aumenta a necessidade de transmissões on-line e desafia profissionais a se prepararem para uma nova forma de se comunicar

A pandemia de Covid-19 (coronavírus) está trazendo novos desafios para o mundo corporativo e para a educação. Uma ferramenta em comum, porém, que está ajudando essas duas vertentes é a videoconferência. Por causa do distanciamento social, as chamadas de vídeo, lives e apresentações virtuais estão ajudando as pessoas a fazerem reuniões, realizarem palestras, apresentações, atenderem clientes e até darem aulas.

O aumento do uso dessas ferramentas está sendo comprovado por várias empresas. De acordo com a Microsoft, o número de usuários do Skype aumentou em 70% entre fevereiro e março deste ano. O crescimento em minutos de chamada foi de 220% no período. O aplicativo de chamadas de vídeo Zoom reportou que o número de downloads aumentou em cinco vezes. Enquanto em fevereiro o Zoom foi baixado cerca de 5 milhões de vezes nos celulares, esse número saltou para 26,9 milhões no mês de março.

Nesse contexto em que o vídeo on-line se tornou praticamente uma necessidade é essencial saber como se expressar bem na frente da câmera. Se comunicar de forma segura e assertiva é fundamental para que a mensagem chegue a todos de maneira clara e que o profissional tenha imagem positiva, ainda que trabalhando de forma remota.

Nas últimas semanas aumentou muito a procura por minhas sessões de mentorias individuais e cursos a distância na área de comunicação de alto impacto e oratória. Mais do que nunca, precisamos construir uma imagem comunicacional que contribua para nossos objetivos profissionais e, neste momento onde a grande maioria das pessoas está trabalhando de maneira remota, passar clareza e segurança na comunicação é uma necessidade e um diferencial estratégico.

Com treino, aliado a técnicas adequadas, qualquer pessoa pode se transformar em um bom orador e alcançar resultados expressivos.

Para auxiliar aqueles que entendem a importância de se comunicar bem através das plataformas na web, elaborei um guia com dez dicas para desempenhar bem diante das câmeras, seja em reuniões, liveswebinars, vídeos, aulas e palestras.

1. Atenção para o cenário

Por mais que todos saibam que estamos trabalhando de casa nesta quarentena, quando se trata de uma atuação profissional é fundamental pensar com cuidado no local onde você estará ao gravar as imagens ou fazer a transmissão ao vivo.

Ainda que você não tenha um escritório em sua casa é importante procurar um local que ofereça um fundo mais neutro possível, como uma parede lisa ou uma estante de livros.

2. Verifique a iluminação 

Você não precisa ser um profissional do audiovisual para saber que a luz é muito importante na hora de aparecer no vídeo.

Escolha locais que permitam que a fonte de luz mais forte esteja na sua frente e atrás de você. Fundos como janelas e portas não são recomendados, pois a claridade vinda de trás deixa seu rosto escuro e não passam uma imagem profissional.

3. Posicionamento da câmera

Se você vai usar o celular, o ideal é que a gravação seja realizada com o parelho virado na horizontal, para que o conteúdo seja visto da melhor forma em computadores, televisores e a maioria das redes sociais. Porém, existe uma exceção. Se for um vídeo ou transmissão apenas pelo Instagram, a captação da imagem pode ser feita com o celular na vertical, já que é assim que as pessoas assistirão.

4 – Tenha um roteiro e uma estratégia

De acordo com uma pesquisa divulgada pela Microsoft, em 2015, nosso tempo médio de atenção é de apenas 8 segundos. O levantamento foi realizado no Canadá e contou com a participação de 2 mil pessoas, e apontou para uma redução do tempo médio da atenção por causa de tecnologias como os smartphones. Por isso mesmo, não dá para entrar em uma transmissão em vídeo e improvisar. Você não pode correr o risco de perder a conexão com seu público por estar despreparado.

Faça um roteiro com a sequência de como pretende conduzir o conteúdo. Tenha estratégias para uma abertura interessante como uma pergunta instigante ou um dado estatístico surpreendente.

5. Conecte-se 

Na hora de interações à distância a regra é clara: você pode e deve olhar para a câmera. A ideia é manter-se conectado com o público e fazer com que ele sinta verdade na mensagem. Ao olhar para a câmera você está, ainda que através da tecnologia, olhando para os olhos do seu interlocutor.

6. Mostre entusiasmo 

A ausência do contato pessoal, pode tornar uma transmissão por vídeo algo muito frio e distante, por isso é importante que sua fala demonstre energia, disposição e entusiasmo para quem está do outro lado da tela.

Pesquisas comprovam que a entonação da nossa voz e expressões respondem por 93% da forma com que as pessoas recebem nossa mensagem, por isso não dá para se preocupar apenas com o conteúdo.

Seja para uma ou para cem pessoas, tenha autoconfiança, acredite na importância das informações que você está passando e mostre que a interação é importante para você e que, por isso, será gratificante também para o outro.

7. Sempre que possível, sorria

Sorrir conecta o público à sua mensagem, gera mais aceitação e, acredite, ajuda a vender mais! Segundo a plataforma de marketing Wishpong, um vendedor com um sorriso estampado no rosto pode conseguir aumentar em até 10,7% os lucros.

Isso tudo acontece por conta dos nossos “neurônios espelho”, uma parte do nosso sistema nervoso que replica comportamentos feitos por outras pessoas. Quando vemos alguém sorrindo, nossos neurônios espelho têm a tendência de espelhar o sorriso, seja na nossa mente, com uma sensação de bem-estar, ou mesmo na devolutiva de um sorriso estampado no rosto. Mas precisa ser um sorriso verdadeiro, pois conseguimos perceber através da leitura corporal quando quem sorri não está sendo natural.

8. Conheça o público e traduza seu conhecimento

Antes de qualquer comunicação, seja ela presencial ou on-line, é preciso ter em mente quem é o público-alvo, para apresentar o tema de forma clara e compreensível.

Quando se trata da comunicação via web, se o formato for uma live, vídeo ou webinar, existe uma grande possibilidade do público ser diverso, com características muito diferentes no que diz respeito a formação, profissão e conhecimento do tema. Por isso, é fundamental que você apresente sua mensagem sem usar termos técnicos ou expressões que sejam de conhecimento apenas da sua área de atuação.

9 – Fique atento à imagem

Não é porque você não está no escritório que pode descuidar da imagem. Se sua apresentação é profissional, é fundamental que esteja vestido de acordo com a sua área de atuação.

Em uma comunicação à distância, qualquer elemento que destoe do conteúdo chama ainda mais atenção e, além da roupa, é preciso atentar para o penteado e acessórios como gravata ou brincos e detalhes como a barba e a maquiagem. Você não vai querer que sua mensagem tenha menos impacto apenas porque se descuidou de detalhes como estes.

10 – Conheça as técnicas de oratória

Você pode nunca ter reparado, mas todo comunicador de sucesso certamente pode te confirmar que dominar as técnicas de oratória é essencial para falar bem em público. Tudo o que você vê os grandes oradores fazendo em suas apresentações está repleto de técnica, desde a estrutura como conteúdo é apresentado até a linguagem verbal e não-verbal. Para conseguir sucesso nas apresentações on-line é preciso muito comprometimento e estratégia para realmente chegar aonde se quer e alcançar os melhores resultados.

Falar para as câmeras pode ser algo simples, quando você domina as técnicas. Aproveite este momento em que todos estão precisando se reinventar, invista em produzir conteúdos de qualidade e, certamente, você vai se diferenciar e alcançar ótimos resultados.

Setembro Amarelo chama atenção para a necessidade de nos prepararmos para lidar com as adversidades

Brasil é o 8º país com mais suicídios no mundo Esta segunda-feira, 10 de setembro, é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio e, no Brasil, o mês inteiro será dedicado à conscientização sobre o tema – é o Setembro Amarelo, que desde 2014 fala abertamente sobre suicídio, com o intuito de incentivar a comunicação…

Veja mais

Resiliência

Adapte-se e transforme sua vida Cinco dicas para cultivar a resiliência na vida pessoal quanto profissional Vivemos em épocas turbulentas na economia e na política do país. Em nossa vida pessoal, também não estamos imunes às mudanças e transformações que, muitas vezes, nos pegam despercebidos e nos levam em direção a caminhos que jamais imaginaríamos…

Veja mais

A pior mentira na era da pós-verdade

A pior mentira na era da pós-verdade Entenda como e porque você pode estar sinceramente enganado Em 2016 a Oxford Dictionaries, departamento da universidade de Oxford, elegeu “pós-verdade” (post-truth) como palavra que representasse o ano para entrar nas páginas dos dicionários. Para a instituição, “pós-verdade” é: um adjetivo “que se relaciona ou denota circunstâncias nas…

Veja mais